A dupla formada pelos amigos mato-grossenses Maninho e Poconé é fruto da parceria e da amizade entre Sérgio de França Filho, o Maninho, e Júlio César da Silva Junior, Poconé. Os dois se conheceram em 2007 em um festival de talentos da escola em que estudavam. Alguns dias antes de subirem ao palco pela primeira vez como dupla, Maninho se apresentou e informou a Poconé que havia feito a inscrição dos dois no festival, a iniciativa foi o início de uma grande amizade que persiste até hoje.

Ao longo de oito anos a dupla gravou um CD e fez shows no interior do Mato Grosso, uma trajetória que contribuiu positivamente para o amadurecimento dos músicos. Atualmente, os amigos se dedicam a gravação do segundo CD, que traz o resultado de um aprimoramento profissional e musical que buscou evidenciar a qualidade da harmonia de suas vozes.

O lançamento do segundo CD marca também o início de uma nova fase da dupla, que em 2015 explora um estilo diferenciado, com forte influência do Country Music americano. As composições trazem arranjos que se destacam pela rica mistura de instrumentos, uma proposta que integra sertanejo universitário e referências da música rural americana de maneira singular.
A conclusão do projeto do segundo CD contou com o know how de Fernando Zor (Fernando e Sorocaba), um dos maiores produtores musicais da atualidade, além dele também participaram do projeto com composições Douglas Cezar, Escandurras, Marco Carvalho, Luan Santana entre outros nomes relevantes do cenário musical.

Para Maninho e Poconé, 2015 é certamente um ano importante, um ano de muito trabalho e de mudanças. Paralelamente a gravação do novo CD, os músicos gravaram dois videoclipes das músicas “Tome mé” filmado em Las Vegas e “Terceira pessoa” produzido em Nelson, uma cidade “fantasma” abandonada há mais de 200 anos no deserto de Nevada.

Depois de conhecer e buscar inspiração nas raízes da música Country, os músicos decidiram dividir um pouco de suas vivências com o público nos shows. Para isso, a dupla conta com uma equipe especializada e com uma estrutura de palco que se destaca pelo cenário vintage, com muitas referências ao estilo texano.

Sérgio França Filho nasceu em Cuiabá e por influência do avô e dos cunhados, sempre ouviu música sertaneja. Aos domingos era comum a família se reunir ao som das duplas mais ouvidas na região. 

Fã do cantor Daniel, Sérgio sempre cantou e o que no início era uma brincadeira de criança começou a ficar sério em 2007, quando conheceu Júlio e deram início as primeiras apresentações da dupla. No início os dois ainda usavam os nomes de batismo, mas durante a gravação do primeiro CD os cantores decidiram batizar a nova dupla de Maninho e Poconé, Maninho é um apelido de infância de Sérgio, já Poconé é uma referência a cidade do interior do Mato Grosso onde Júlio nasceu.

Siga @Maninho&Pocone

Siga @OficialManinhoePocone

|

patrocinador